sexta-feira, 22 de junho de 2012

•¤°O Céu vai ter que esperar! - Cally Taylor•¤°


Um livro fantástico que superou todas as minhas expectativas, confesso que quanto o vi na saraiva pensei que fosse apenas mais um chick list, mas não a autora Cally Taylor conseguiu fazer uma história que me emocionou e também me fez dar altas risadas, sem contar a capa que é linda de tirar o fôlego toda cheia de glitter, esse conseguiu entrar na lista dos meus favoritos. A autora até mesmo conseguiu fazer uma coisa que poucos autores fazem que é dar espaço para personagens secundários e isso foi uma das coisas que me agradou, ótima leitura e mais do que recomendado.


Sinopse: Lucy Brown tem tudo o que pediu a Deus: um noivo incrível, planos para um casamento dos sonhos, a vida que sempre quis... Está tudo pronto para subir ao altar com Dan, mas então o impensável acontece... Lucy bate as botas.

Contra-capa
"Envolvi o rosto dele em minhas mãos e o beijei de volta. Achei que a vida não podia ficar mais perfeita.
Eu tinha razão, não podia…"

Lucy Brown nunca esteve tão feliz. Ela está prestes a se casar com o homem dos seus sonhos — o belo, gentil e inteligente Dan —, e tudo o que sempre quis está finalmente ao seu alcance. Só que, na véspera do seu casamento, Lucy sofre um acidente fatal.

Ela tem de fazer uma escolha: aceitar uma vida inteira longe da sua alma gêmea e ir para o céu ou ficar com Dan para sempre… e se tornar um fantasma! Para Lucy, só há uma opção — deixar Dan está fora de questão. Mas nem tudo é tão simples assim. Para se tornar um fantasma, ela precisa encontrar o amor verdadeiro para um completo estranho…

E, quando descobre que a sua “grande” amiga Anna está determinada a conquistar o devastado e vulnerável Dan, a pressão fica bem mais forte…


Trechos:
“Céu, dizia meu cérebro. Lucy, você precisa ir para o céu. Precisa fazer o certo, pelo Dan. Se o ama, precisa deixá-lo ir, para que ele encontre a felicidade de novo. Você precisa fazer o que é melhor para ele, e não para você. O verdadeiro amor é isso – colocar a felicidade do outro na frente da sua.” 
Pág.551

- Mereço você – falei, olhando para ele, a garganta fechada de tanta emoção. – Não mereço me sentir tão feliz. - Merece sim – retrucou Dan. Ele segurou meu queixo, inclinou meu rosto para trás com delicadeza e me deu um beijo carinhoso na boca. – Quem mais eu iria enrolar, se não fosse você? - Então você só me ama porque sou a garota mais ingênua do mundo? – perguntei, fazendo beicinho e fingindo estar aborrecida. - Não – respondeu ele, olhando bem dentro dos meus olhos -, porque é mais bonita.
Apertei ainda mais o elefante cor-de-rosa, esmagando-o entre os braços enquanto lágrimas rolavam por minhas bochechas e encharcavam o pelo macio.

Pág.133

0 comentários :

Postar um comentário