domingo, 4 de novembro de 2012

•¤° A última carta de amor - Jojo Moyes •¤°

Um livro cativante que me deixou emotiva do começo ao fim, acho que nunca me emocionei de chorar tanto quanto este livro fez comigo. Há princípio pensei que seria mais um livro de amnésia e amores impossíveis, e ele conseguiu ser único. A última carta de amor é um romance feito para quem acredita no verdadeiro amor. Nessa história conhecemos Jennifer Stirling que acorda no hospital totalmente desorientada e com perda parcial de sua memória após um acidente de carro. 

Ela volta para casa com seu marido, que nada mais é do que um estranho, e tenta reconstruir sua vida. Desorientada e infeliz, ela descobre uma carta de amor escondida em um livro, e descobre que sua vida não era tudo aquilo que pensava e que em algum lugar tem um amante apaixonado que talvez espera por ela. Quarenta anos mais tarde, conhecemos Ellie uma jornalista que por acaso destino descobre uma dessas cartas de amor nos arquivos do jornal em que trabalha, e é atraída pela história de amor de Jennifer, por se identificar com os protagonistas desse romance, por vivenciar um relacionamento com um homem casado, e então.

Ela se propõe a descobrir o que aconteceu com os amantes dessa história de amor, e junto com essas duas personagens cativantes sofremos, vimos traições, desilusões e alegrias de um jeito que Jojo Moyes está de parabéns.

A história se desenrola de uma forma não linear, que em momentos estamos no presente junto com Ellie já outros estamos com Jennifer em um passado cativante. Moyes usa isso para criar tensão e expectativa, não fornecendo respostas até a conclusão do livro e com certeza na minha opinião acho que foi um jeito totalmente maravilhoso de nos cativar e nos prender ainda mais na história. Mais que aprovado eu recomendo essa leitura, além é claro de Moyes ter feito um detalhe lindo no livro, cada capítulo vem com uma carta, um e-mail até mesmo um cartão postal de um homem para mulher ou vice e versa, e achei super fofo esse detalhe.



Sinopse - Londres, 1960.
Ao acordar em um hospital após um acidente de carro, Jennifer Stirling não consegue se lembrar de nada. Novamente em casa, com o marido, ela tenta sem sucesso recuperar a memória de sua antiga vida. Por mais que todos à sua volta pareçam atenciosos e amáveis, Jennifer sente que alguma coisa está faltando. É então que ela descobre uma série de cartas de amor escondidas, endereçadas a ela e assinadas apenas por “B”, e percebe que não só estava vivendo um romance fora do casamento como também parecia disposta a arriscar tudo para ficar com seu amante.
Quatro décadas depois, a jornalista Ellie Haworth encontra uma dessas cartas endereçadas a Jennifer durante uma pesquisa nos arquivos do jornal em que trabalha.

Obcecada pela ideia de reunir os protagonistas desse amor proibido — em parte por estar ela mesma envolvida com um homem casado —, Ellie começa a procurar por “B”, e nem desconfia que, ao fazer isso, talvez encontre uma solução para os problemas de seu próprio relacionamento. Com personagens realísticos complexos e uma trama bem-elaborada, A última carta de amor entrelaça as histórias de paixão, adultério e perda de Ellie e Jennifer. Um livro comovente e irremediavelmente romântico.

0 comentários :

Postar um comentário