quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

•¤° Casamento de conveniência - Georgette Heyer •¤°

O que falar sobre esse livro, gostei mas não foi tudo aquilo que eu imaginava pois deixou a desejar no romance. O livro não é muito focado no romance, como vocês iram perceber o humor é o seu destaque, como seria um chick-lit só que escrito em 1776. A narrativa é fiel a época e não será de fácil leitura a todos, porém aos apreciadores de autoras clássicas será um bom divertimento.

Sinopse: Romance histórico
Inglaterra, 1776.

Quando o conde de Rule pede a mão de Elizabeth Winwood, não sabe o problema que causará à bela jovem. Ela está comprometida com o admirável mas pobre, tenente Heron. O final infeliz para essa história só pode ser impedido pela impetuosidade da irmã mais nova de Elizabeth, Horatia, que se oferece para se casar com lorde Rule.

Horatia Winwood é a irmã caçula da família nobre e tradicional, porém à beira da falência. Um casamento de conveniência da filha mais velha, Elizabeth, com o conde de Rule parecia ser a saída, porém ela é apaixonada por outro. Horatia resolve então pedir a mão do conde. Simples, não? A não ser pelo fato de ser um ato chocante, totalmente desvairado para a época.

Rule fica admirado com a dama que vem visitá-lo em sua residência, uma jovem de 17 anos que foge totalmente dos padrões não só fisicamente, pois é baixinha, sobrancelhas mais grossas e não arqueadas, cabelos escuros e gaga, mas também devido a sua personalidade diferente: ingênua sem ser boba, impetuosa, prática e viciada no carteado. 

Rule troca de noiva, afinal é apenas um casamento de conveniência, ele manteria a amante e Horatia seria livre para ter suas amizades e ser cortejada discretamente, porém o casamento, não sai como esperado.


Horatia se mete em inúmeras confusões hilárias e seu marido sempre de uma forma discretíssima e muito inteligente a salva de todas. Não preciso dizer que com o tempo Rule se apaixona, mas como disse antes o foco não é o romance. Não espere cenas de amor, mas sim um humor elegante numa trama muito bem desenvolvida. 


O livro deveria ser chamado de "Os Apuros de Horatia”. Publicado pela primeira vez em 1934, Casamento de Conveniência tem 336 páginas e , é da editora Record, é um histórico ficcional situado na época da regência escrito por Geogette Heyer mãe do gênero. Você poderá conhecer um pouco mais sobre a autora lendo outro livro dela, Ovelha Negra clicando AQUI


Abaixo a capa em inglês.

0 comentários :

Postar um comentário